Arquivo da tag: vinho

Sabe qual a cidade que mais bebe vinho no mundo? A gente te conta!

Uma pesquisa realizada pela escola de administração francesa INSEEC desvendou o que muitos amantes de vinho têm curiosidade de saber: qual a cidade que mais ingere a bebida no mundo?

A campeã foi Paris, com 697 milhões de garrafas consumidas anualmente!

Confira a lista completa:

(Posição – Milhões de garrafa/ano – Litros per capita/ano)

  1. Paris (França) – 697 – 51,7
  2. Buenos Aires (Argentina) – 457 – 32,2
  3. Ruhr (Alemanha) – 385 – 28,5
  4. Londres (Reino Unido) – 369 – 24,7
  5. Nova York (Estados Unidos) – 308 – 12,1
  6. Milão (Itália) – 301 – 38,9
  7. Los Angeles (Estados Unidos) – 241 – 12,1
  8. Nápoles (Itália) – 188 – 38,9
  9. Madri (Espanha) – 181 – 25,2
  10. Roma (Itália) – 177 – 38,9

Leia muitas outras notícias e curiosidades aqui!

Marca produz espumantes para grávidas

Uma marca de vinhos criada especialmente para grávidas? Ela existe e se chama 9Months!

O nome, “9 meses”, em português, faz referência ao tempo gestacional das mulheres. Sua criadora, a consultora de vinhos Carrie Marvin, afirma que a marca foi pensada em si mesma e em todas as mulheres grávidas impossibilitadas de beber durante a gestação.

Método de produção

A 9Months produz espumantes não alcoólicos a partir de uvas viníferas australianas. O suco das uvas recém-colhidas é coletado e refrigerado a 0°C para evitar a fermentação. Em seguida, é filtrado e pasteurizado dentro da garrafa. Interessante, não?

Leia muitas outras notícias e curiosidades aqui!

Aprenda a harmonizar vinhos com a sua pizza preferida

Muito se fala sobre harmonizar vinhos com carnes, peixes e massas, mas você já parou pra pensar que seu sabor preferido de pizza também pede uma combinação específica? Para ajudá-lo nessa missão, selecionamos os sabores mais pedidos nas pizzarias e indicamos seu par perfeito, confira!

– Pizza de calabresa ou pepperoni + Cabernet Sauvignon

Embutidos, como calabresa e pepperoni, são bem salgados e condimentados. Eles pedem vinhos de sabor intenso, mais frutado e com taninos marcantes – portanto, nada melhor que um belo Cabernet Sauvignon! A de peperoni também combina com vinhos produzidos com a uva Riesling, ácida e de sabor discretamente adocicado.

– Pizza de mussarela + Merlot ou Chardonnay

Esse queijo é gorduroso e salgado, por isso vale a pena investir em vinhos mais leves, com alta acidez e poucos taninos. Se forem macios, melhor ainda. Entre os tintos, vá de Merlot; se preferir os brancos, escolha um Chardonnay.

– Pizza Marguerita + Sangiovese

Os vinhos produzidos com a uva Sangiovese, como os bons Chianti, são os melhores parceiros para essa pizza. Os taninos discretos, seu toque frutado e sua acidez contrastam com a gordura do queijo e acompanham as notas frutadas do tomate e heráceas do manjericão.

– Pizza de atum + vinho rosé

O atum tem um sabor forte e não é um peixe leve como os demais. A dica aqui é apostar em um rosé, não tão leve quanto um branco, mas também não tão pesado quanto um tinto. Na medida!

– Pizza de quatro queijos + Pinot Noir, Barbera ou espumante

Esqueça os taninos, eles estragariam essa intensa e harmoniosa combinação de queijos. Opte por vinhos mais ácidos, como Pinot Noirs e Barberas. Outra boa dica são espumantes, já que suas borbulhas  limpam o paladar como nenhum outro vinho. Escolha espumantes produzidos com Chardonnay e se surpreenda com o sabor dessa harmonização!

– Pizza de rúcula com tomate seco + Sauvignon Blanc

É uma pizza bem leve, que se destaca pelos toques herbáceos. A melhor opção é um Sauvignon Blanc, que é discretamente ácido e que não vai competir com o sabor da sua fatia. Pizzas de outros vegetais, como de abobrinha, também ficam uma delícia com esse vinho!

– Pizza Portuguesa + Jerez

Uma das mais difíceis de harmonizar devido à grande quantidade de ingredientes. Um dos únicos vinhos capazes de harmonizar ovo, e que ainda vai conversar bem com o presunto, é o Jerez, bem seco, ácido e com notas minerais, salinas e amendoadas. Um Merlot também pode cair bem.

– Pizza de frango com catupiry + vinho rosé ou Pinot Noir

O vinho escolhido deve aguentar a gordura e corpo do queijo e a delicadeza do frango. Opte  por vinhos rosés ou Pinot Noir – ambos possuem corpo leve e discreta acidez.

– Pizza de cogumelos + Carménère

Para destacar o sabor de cogumelos frescos, como o shimeji, o shitake, e até mesmo o champignon, nada melhor que um vinho terroso, como o Carménère.

– Pizza Baiana + Gewürztraminer

Para pizzas apimentadas, experimente vinhos produzidos com a uva branca Gewürztraminer. Vinhos da uva Syrah, que possuem leves notas frutadas e frescas em seu aroma e paladar, também vão bem.

– Pizzas doces

Pizzas doces pedem vinhos também mais doces, então a dica é harmonizar com um vinho de sobremesa, um vinho do Porto ou os espumantes Moscatel ou Asti.

E aí, gostou das dicas? Então, escolha sua pizza favorita e bom apetite!

Batalha do Vinho, a festa que vem atraindo cada vez mais turistas

Já ouviu falar da Batalha do Vinho? O evento acontece todo dia 29 de junho, na montanha de Haro, na região espanhola de Rioja, e faz parte de um dos mais importantes festivais espanhóis, a Festa do Vinho.

A história da batalha é a seguinte: no século XIII, o povo de Haro começou a demarcar suas terras para separá-las de seus vizinhos de Miranda de Ebro. Quatrocentos anos depois, a demarcação foi quebrada e as pessoas de cada povoado começaram a atirar vinho umas nas outras para celebrar (ou não) o acontecimento. O ato se tornou uma tradição e, em 1965, ganhou o nome de “Batalha do vinho”.

Um pouco antes das sete da manhã, os participantes se vestem de branco, colocam um lenço vermelho no pescoço e sobem a montanha. Durante o caminho até o topo, um pouco de vinho já começa a ser jogado. Às dez, a batalha começa. Produtores ficam posicionados em furgões, oferecendo os vinhos e, com pistolas de água, baldes, jarras, garrafas e mangueiras, todos são liberados a jogar a bebida nos demais. A batalha só acaba ao acabarem os estoques! Depois, todos voltam à cidade e a festa continua na praça central.

Demais, né? A festa tem ganhado tanta visibilidade que, de uns tempos pra cá, grupos de turistas têm planejado viagens à Espanha especialmente para participar. Fica a dica! 🙂

 

Beber vinho pode prevenir depressão

Boa notícia para os amantes de vinho: um estudo realizado por cientistas espanhóis e publicado pela revista BMC Medicine apontou que o consumo de vinho pode estar relacionado a menores taxas de depressão.

Os pesquisadores colheram dados de 5.505 homens e mulheres e descobriram que o consumo entre duas e sete taças da bebida por semana diminuiria as chances de desenvolver a doença em 32%. A explicação estaria relacionada à presença de resveratrol, substância dotada de propriedades neuroprotetoras.

Mas lembre-se: para ser saudável, o consumo deve ser moderado! 🙂

Uma adega submersa? Na Croácia existe e é aberta ao público!

A ilha Drače, na Croácia, abriga uma adega um tanto quanto inusitada: ela fica submersa! A Edivo Vina requer um mergulho no fundo da baía de Mali Ston para ser explorada. Lá, as garrafas de vinho são conservadas em jarros de barro que recebem o nome de anfôras por um ou dois anos antes de poderem ser apreciadas. Essa forma de armazenamento garante todos os elementos de sabor e qualidade da bebida e promove um aroma adicional, o de pinheiro.

Antes de ir ao mar, o vinho passa três meses em terra firme, armazenado nos jarros. Para não contaminar o líquido com água salgada, eles são vedados com cortiça e duas camadas de borracha. Em seguida, são colocadas no mar por meio de uma estrutura de ferro trancada com cadeados.

Segundo seus proprietários, Anto Šegović e Edi Bajurin, a ideia de criar a Edivo Vina surgiu da crença de que o mar proporciona o resfriamento das garras em condições ideais  e que o silêncio absoluto de suas profundezas melhora a qualidade dos vinhos. Além de ver os jarros de barro, os mergulhadores podem conhecer um navio naufragado e ainda comprar ânforas antigas, que emergem da água cobertas por conchas e algas.

Caipirinha de vinho branco e tinto? A gente te ensina a fazer!

Você provavelmente já deve ter experimentado caipirinha de cachaça (a original, claro), de vodca, de saquê… Mas e de vinho? Se nunca provou, anote essas receitas e faça o teste agora mesmo!

Caipirinha de vinho branco

Ingredientes

  • 1 xícara (chá) de vinho branco seco gelado
  • 2 colheres (sopa) de açúcar
  • 2 limões Taiti
  • Gelo e folhas de hortelã a gosto

Modo de preparo

Coloque os limões cortados e o açúcar em uma coqueteleira e esmague bem com o socador. Em seguida, adicione as folhas de hortelã, o vinho branco, o gelo e agite bem.

Caipirinha de vinho tinto

Ingredientes

  • 2 maçãs picadas
  • 1 abacaxi picado
  • 1 cacho grande de uvas tipo itália sem sementes
  • 1/2 copo (100 ml) de suco de laranja
  • 1 garrafa de vinho tinto seco
  • 1 lata de refrigerante de limão
  • 1 dose de licor de laranja
  • Açúcar e gelo a gosto

Modo de preparo

Coloque as frutas em uma jarra grande de vidro com o açúcar. Adicione os demais ingredientes e mexa bem.

Gostou? Conte pra gente!

Saiba como montar sua primeira adega sem esforço

As adegas vêm se tornando cada vez mais populares graças à sua praticidade, à capacidade de preservação do vinho, e, claro, ao toque todo especial que dão ao ambiente. Os modelos elétricos, por exemplo, podem ser instalados em qualquer canto da casa e já viraram item recorrente em listas de casamento.

Por um curto período, é possível guardar vinhos na geladeira numa boa – o problema está no armazenamento duradouro. Isso porque a trepidação da geladeira sacode ligeiramente as garrafas, o que pode modificar as características originais da bebida ao longo do tempo. Guardá-la em armários na cozinha também não é a melhor ideia, uma vez que o liga e desliga do fogão faz a temperatura do cômodo variar muito. Com isso, a rolha se expande e se contrai várias vezes, o que oxida o vinho.

Para escolher qual modelo de adega comprar, leve em conta seu perfil de consumo. Há dois tipos de vinhos: aqueles para consumo imediato ou quase imediato; e os chamados vinhos de guarda, que ficam armazenados por mais tempo. Se você tiver apenas duas ou três garrafas de vinho tinto ou preferir vinhos brancos, rosés e espumantes, não é preciso uma adega climatizada, basta tomar alguns cuidados na hora de armazená-las, como procurar um local onde a temperatura é mais amena e longe do sol. Guardar a garrafa na horizontal também é importante para manter a umidade da rolha. No caso de vinhos tintos, o indicado é levá-los à geladeira durante uma hora antes de servi-los. Já os brancos e espumantes podem ir para um balde de gelo (lembre-se apenas de que o recipiente também deve conter água, já que só com gelo o resfriamento não será uniforme).

Se sua adega for climatizada, lembre-se de que brancos, tintos e rosés devem ser servidos em diferentes temperaturas. Como não dá para contentar todos ao mesmo tempo, a dica é manter a adega numa gradação média, em torno de 16 graus. Os vinhos que pedem alguns graus a mais, como tintos encorpados, devem ser deixados em temperatura ambiente por algum tempo para chegarem ao ponto ideal, por volta dos 18 graus. Veja dicas para uma divisão equilibrada na adega:

  • 6 garrafas:- 1 espumante, 2 brancos, 2 tintos e 1 vinho de sobremesa
  • 8 garrafas:  2 espumantes, 2 brancos, 3 tintos e 1 vinho de sobremesa
  • 12 garrafas: 2 espumantes, 2 brancos, 1 rosé, 5 tintos e 1 vinho de colheita tardia e 1 vinho do Porto
  • 16 garrafas: 4 espumantes, 4 brancos, 2 rosés, 4 tintos, 1 vinho pedro ximénez e 1 vinho do Porto

 

7 receitas deliciosas para harmonizar com vinho rosé

Tortilla com camarão

Ingredientes

  • 400 g de camarão cru descascado e limpo
  • 2 dentes de alho descascados e finamente fatiados
  • 1 colher (chá) de pimenta malagueta em flocos
  • 2 peras-abacate descascadas, sem caroço e cortadas em cubos
  • 4 cebolinhas cortadas em rodelas finas
  • 10 rabanetes cortados em quartos
  • 10 tomates-cereja cortados ao meio
  • Suco de 1 limão
  • 2 alfaces pequenas cortadas
  • 1 ramo pequeno de coentro picado
  • 4 tortilhas de farinha de milho
  • Sal, azeita e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo

Em uma taça, junte os camarões, os flocos de malagueta, alho, sal, pimenta e um fio de azeite. Misture e reserve. Em outra taça, inclua as peras-abacate, a cebolinha, os rabanetes e os tomates-cereja. Misture bem e tempere com sal, pimenta e metade do suco de limão. Adicione as alfaces e o coentro picado e misture. Aqueça um fio de azeite em uma frigideira, frite os camarões por cerca de 2 minutos de cada lado (ou até estarem cozidos), regue com o restante do suco de limão e mexa. Em uma frigideira limpa, toste as tortilhas de cada lado até começarem a dourar. Divida a salada entre as tortilhas e cubra-as com o camarão.

Espaguete de camarão

Ingredientes

  • 4 camarões
  • 2 dentes de alho
  • 2 colheres (sopa) de azeite de oliva extravirgem
  • 1/2 copo (100 ml) de vinho rosé
  • 30 g de espaguete nº8 italiano grano duro
  • 1 tomate picado sem pele

Modo de preparo

Refogue o camarão com alho, azeite e o vinho rosé. Reserve o camarão e o caldo formado. Cozinhe o espaguete por oito minutos e reserve. Refogue o tomate picado no caldo do camarão até ficar bem cozido. Junte a massa e o camarão e sirva.

Bacalhau à Brás

Ingredientes

  • 3 postas de bacalhau
  • 1 kg de batata
  • 2 cebolas
  • 3 colheres (sopa) de azeite de oliva extravirgem
  • 2 dentes de alho
  • 1 ramo de salsa
  • 6 ovos
  • Sal e pimenta a gosto
  • Óleo para fritar

Modo de preparo

Cozinhe o bacalhau durante cinco minutos em água fervente e deixe esfriar. Retire a pele e as espinhas e desfie-o. Corte a batata no formato de batata palha, frite e reserve. Descasque e corte a cebola em rodelas, refogando-a no azeite juntamente com o alho picado. Acrescente o bacalhau desfiado e mexa bem. Junte as batatas fritas e tempere com sal, pimenta e salsa picada. Bata bem os ovos e junte-os ao preparado. Mexa seguidamente até eles cozerem.

Risoto de camarão e mascarpone com alho poró crocante

Ingredientes

  • 250 g de arroz arbóreo
  • 50 g de cebola picada
  • 200 g de camarões frescos limpos sem cabeça
  • 80 ml de vinho branco seco ou prosseco
  • 120g de alho poró
  • 30 g de farinha de trigo
  • 80 g de mascarpone
  • 60 g de grana padano
  • 70 ml de azeite de oliva extravirgem
  • 30 g de manteiga gelada
  • 500 ml de caldo de legumes ou de peixe
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo

Corte o alho poró em tiras bem finas e passe-as na farinha de trigo. Aqueça o óleo a 150 graus, adicione o alho poró e frite cuidadosamente para que não escureça e reserve. Aqueça o caldo de legumes ou de peixe e deixe reservado. Em outra panela, adicione a cebola e 20 ml de azeite. Refogue até ficar ligeiramente transparente, adicione o arroz e refogue-o por alguns segundos em fogo médio/alto, tomando cuidado para que não escureça. Adicione o vinho até que evapore totalmente. Acrescente o caldo até cobrir ligeiramente o arroz, um pouco de sal e de pimenta. Mexa constantemente com uma colher para que o amido do arroz seja liberado com mais facilidade. Após 10 a 12 minutos de cozimento observe o ponto do arroz. Em uma frigideira, salteie os camarões com um fio de azeite, sal e pimenta. Adicione o arroz. Quando o arroz estiver a um minuto antes do ponto de cozimento desejado, desligue o fogo e adicione o mascarpone, o grana padano, 60 ml de azeite e a manteiga gelada e misture até homogeneizar por completo. Coloque em pratos fundos e acrescente o alho poró crocante.

Ravióli de espinafre com ricota

Ingredientes

Massa:

  • 6 ovos
  • 800 g de farinha de trigo

Recheio:

  • 300 g de ricota
  • 30 g de salsa
  • 30 ml de azeite de oliva extravirgem
  • 1 dente de alho amassado
  • Sal a gosto

Molho:

  • 1 litro de molho de tomate
  • 250 g de ricota
  • 1 maço de manjericão
  • 200 g de cebola
  • 100 ml de azeite de oliva extravirgem
  • Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo

Massa: peneire 600 gramas de farinha de trigo e abra um buraco para colocar os ovos. Misture até obter uma massa homogênea (trabalhe a mistura pressionando com a palma da mão). Guarde em papel filme na geladeira por 50 minutos. Abra a massa em folhas finas, polvilhando com o restante da farinha para não grudar. Coloque uma colher (chá) de recheio e cubra com outra folha de massa. Corte da forma desejada e reserve.

Recheio: pique bem a salsa e misture todos os ingredientes. Não se esqueça de amassar bem.

Molho: em uma frigideira, doure a cebola no azeite e acrescente a ricota triturada. Acrescente o manjericão e deixe por dois minutos. Coloque o molho de tomate e deixe apurar por dez minutos. Tempere com sal e pimenta.

Bruschetta de camarão com tomates concassé

Ingredientes

  • 1 fatia de pão italiano
  • 4 camarões cinza
  • 2 tomates sem pele em cubos
  • 30 ml de azeite de oliva extravirgem
  • Cebolinha e alho picados a gosto

Modo de preparo

Higienize os camarões e refogue em 15 ml de azeite. Acrescente o alho picado, os tomates e a cebolinha. Monte a preparação na fatia de pão italiano levemente aquecido e finalize com o restante do azeite.

Massa com molho de berinjela

Ingredientes

  • 500 g de berinjela
  • 3 colheres (sopa) de azeite de oliva extravirgem
  • 1 ½ colher (chá) de alho picado
  • 2 colheres (sopa) de salsa picada
  • 2 latas de tomate pelado com suco
  • 1 pimenta dedo de moça picada
  • Sal a gosto

Modo de preparo

Fatie as berinjelas e tempere-as com sal. Deixe-as sobre uma peneira por mais ou menos 30 minutos para tirar a acidez e o gosto amargo e seque-as com papel laminado. Prepare uma frigideira com óleo quente e frite-as até dourarem. Coloque-as sobre papel toalha para absorver o excesso de gordura. Coloque azeite em uma panela em fogo médio com a salsa, os tomates, a pimenta e o sal e mexa bem. Diminua o fogo e deixe cozinhar por cerca de vinte minutos. Adicione as fatias de berinjela fritas ao molho e cozinhe por mais três minutos adicionando sal e pimenta a gosto. Adicione o molho a qualquer massa de sua preferência!

 

14 receitas de dar água na boca com vinho branco

Além de ser uma bebida deliciosa, o vinho branco também pode servir como um ingrediente incrível no preparo de pratos. Selecionamos quatorze receitas de dar água na boca para você inovar no jantar, confira!

Sobrecoxa de frango ao molho de vinho branco

Ingredientes

  • 1 sobrecoxa de frango
  • 20 g de farinha de trigo
  • 10 g de manteiga clarificada
  • 10 g de cebola pérola em brunoise
  • 30 ml de vinho branco seco
  • 5 ml de suco de limão tahiti
  • 50 ml de fundo claro de ave
  • 30 g de manteiga integral sem sal gelada
  • Raspas de limão tahiti a gosto
  • Pimenta-do-reino branca moída e sal a gosto

Modo de preparo

Desosse a sobrecoxa, mantendo-as unidas e com a pele. Tempere o frango com sal e pimenta e polvilhe com farinha de trigo. Aqueça uma sauteuse e adicione a manteiga clarificada. Salteie o frango de um lado, depois do outro, até que fique dourado. Caso não cozinhe completamente, termine a cocção em forno preaquecido a 160 graus. Tire o frango do forno e reserve em local aquecido. Descarte o excesso de gordura da sauteuse, adicione a cebola e deixe suar por alguns minutos. Deglaceie com o vinho branco e suco de limão. Reduza. Adicione o fundo e ferva em fogo baixo até reduzir pela metade. Tire a sauteuse do fogo, coe o molho e monte com a manteiga gelada. Ajuste o sal e a pimenta.

 

Risoto de aspargos, abobrinha e presunto cru

Ingredientes

  • 400 g de arroz arbóreo
  • 3 colheres (sopa) de manteiga
  • 1 xícara (chá) de vinho branco
  • 4 aspargos frescos
  • 1 abobrinha italiana descascada e cortada em juliene
  • 150 g de presunto cru
  • 100 g de queijo parmesão
  • 1 caldo de legumes

Modo de preparo

Derreta a manteiga, junte o arroz e mexa por dois minutos. Adicione o vinho e mexa até ser absorvido. Acrescente o caldo, colocando ¼ por vez. No último quarto, colocar só a metade. Deixar cozinhar por 18 minutos. Misturar os aspargos já escaldados, a abobrinha e o presunto cru picado. Cozinhe por mais cinco minutos e acrescente o restante do vinho, se necessário. Coloque o parmesão e sirva.

Penne Oriental

Ingredientes

  • 200 g de penne duro (já cozido)
  • 2 colheres (sopa) de cebola picada
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • ½ xícara (chá) de shiitake fresco
  • 1 colher (chá) de gengibre em filetes
  • 2 colheres (sopa) de shoyo
  • 1 taça de vinho branco
  • 3 colheres (sopa) de creme de leite fresco
  • Pimenta do reino, sal e queijo parmesão a gosto
  • Ciboulette para decorar

Modo de preparo

Em uma frigideira, coloque a manteiga e a cebola e deixe dourar. Acrescente o shiitake e refogue por mais dois minutos. Adicione gengibre, shoyu e parte do vinho branco. Espere mais três minutos e coloque o restante de vinho branco. Deixe por quatro minutos e, quando evaporar um pouco, coloque o sal, a pimenta e o queijo. Junte o creme de leite e misture. Coloque num prato fundo e decore com ceboulette.

Paleta de cordeiro com vinho branco e alecrim

Ingredientes

  • 1 paleta de cordeiro
  • 1 garrafa de vinho branco
  • 1 ramo de alecrim
  • 3 dentes de alho
  • 10 pimentas-do-reino quebradas
  • Sal e ervas finas a gosto
  • 20 batatas-bolinha pré-cozidas com casca

Modo de preparo

Tempere a paleta e deixe marinar com as ervas, o alecrim e o vinho por 12 horas. Leve ao forno pré-aquecido a 180 graus numa assadeira funda e coberta por 40 minutos. Depois, retire o líquido do cozimento, some à assadeira as batatinhas pré-cozidas, suba a temperatura do forno a 200 graus e asse por mais 15 minutos ou até ficar dourado. Coe e leve o líquido do cozimento a fogo baixo fazendo- o reduzir pela metade (isso deve ser feito enquanto o cordeiro doura ao forno). Retire a assadeira e deglaceie com o líquido do cozimento, obtendo um molho.

Shimeji ao vinho branco

Ingredientes

  • 1/2 cenoura ralada
  • 1 xícara (chá) de pimentão verde picado
  • 1 xícara (chá) de pimentão amarelo picado
  • 200 g de shimeji branco picado
  • 1 colher (sopa) de margarina
  • 2 dentes de alho picados
  • 1/2 cebola picada
  • 2 colheres (sopa) de vinho branco suave
  • 1/2 xícara (chá) de nozes picadas

Modo de preparo

Refogue a cebola e o alho com a margarina em uma frigideira grande. Adicione o shimeji e refogue por mais cinco minutos. Junte os pimentões e a cenoura. Adicione o vinho e cozinhe por cinco minutos ou até secar todo o líquido. Desligue o fogo e adicione as nozes picadas.

St. Peter no leite de coco

Ingredientes

  • 4 filés de St. Peter (ou linguado)
  • 100 ml de leite de coco
  • 1 cebola ralada
  • ½ xícara (chá) de vinho branco
  • 3 colheres (sopa) de azeite de oliva extravirgem
  • 1/4 de xícara (chá) de azeitonas verdes sem caroço picadas
  • ½ limão
  • Pimenta biquinho, sal e pimenta do reino a gosto

Modo de preparo

Tempere o peixe com sal e limão. Unte um pirex com azeite, disponha os filés de peixe no fundo, cubra com a cebola ralada e espalhe as azeitonas. Derrame o leite de coco e o vinho branco. Salpique azeite e as pimentas e leve o forno e asse até o peixe ficar macio e o caldo secar um pouco.

Risoto de parmesão e vinho branco

 Ingredientes

  • 1 cubo de caldo de galinha
  • 1 colher (sopa) de azeite de oliva extravirgem
  • 50 g de cebola picada
  • 140 g de arroz para risoto
  • 60 ml de vinho branco seco
  • 3 colheres (sopa) de creme de leite fresco
  • 1/2 xícara (chá) de queijo parmesão ralado
  • Sal e pimenta a gosto

Modo de preparo

Misture 600 ml de água com o cubo de caldo de galinha em uma panela e deixe ferver. Mantenha na boca do fogão, em fogo baixo. Adicione uma colher de sopa de azeite numa frigideira e acrescente a cebola. Cozinhe em fogo médio até dourar, junte o arroz e cozinhe por mais três minutos ou até ficar transparente. Adicione o vinho branco e espere até que o arroz tenha absorvido todo o líquido da frigideira. Adicione uma concha de caldo e mexa até que o arroz tenha absorvido o caldo. Repita esse processo até usar todo o caldo ou até o arroz ficar al dente. Quando o arroz estiver cozido, adicione o creme de leite e o parmesão e tempere com sal e pimenta.

Lombo de porco com vinho branco

Ingredientes

  • 1 kg de lombo de porco
  • 250 ml de vinho branco
  • 2 colheres (sopa) de suco de limão
  • 3 dentes de alho
  • 1 folha de louro
  • 3 colheres (sopa) de azeite de oliva extravirgem
  • Pimenta-do-reino, alecrim ou tomilho, sal e colorau a gosto
  • Água quente necessária

Modo de preparo

Tempere o lombo com todos os ingredientes. Reserve por pelo menos uma hora. Coloque um pouco de azeite em uma panela, leve o lombo de porco para dourar e reserve a marinada. Depois do lombo dourado, retire, coloque-o num refratário, adicione a marinada e a água quente e deixe assar por 25 minutos ou até o lombo ficar macio.

Frango com cogumelos e vinho branco

 Ingredientes

  • 500 g de peito de frango cortado em cubos
  • 1 fio de óleo de girassol
  • 1 pacote de cogumelos laminados
  • 3 dentes de alho
  • ½ cebola
  • 2 colheres (sopa) de molho de soja (shoyu)
  • 1 quadrado de caldo de carne
  • 1 copo (200 ml) de vinho branco
  • ½ ramo de brócolis
  • 1 cenoura

Modo de preparo

Refogue a cebola e o alho picados. Adicione o frango, os brócolis, o cogumelo, o caldo de carne, o shoyu e o vinho e mexa bem até que evapore o álcool. Quando perceber que os ingredientes estão bem cozidos e o molho em uma consistência adequada, retire do fogo. Deixe repousar por alguns minutos e sirva.

Lagosta ao vinho branco e salsa

Ingredientes

  • 1 lagosta
  • 30 g de bacon cortados finamente
  • 1 dente de alho cortado finalmente
  • 1 ramo de salsinha
  • 60 ml de vinho branco seco
  • 25 g de manteiga
  • 1 pitada de sal e de pimenta-do-reino

Modo de preparo

Derreta a manteiga em uma frigideira em fogo médio e doure o alho e o bacon nela. Acrescente a lagosta cortada ao meio e deixe cozinhar. Adicione a salsinha e o vinho e deixe reduzir para metade. Retifique o sabor com sal e pimenta.

Maminha grelhada ao vinho

 Ingredientes

  • 1 maminha
  • 3 cebolas cortadas em rodelas
  • 1 limão
  • Mostarda a gosto
  • 1 copo (200 ml) de vinho branco
  • Pimenta-do-reino, alho em pó e sal a gosto

Modo de preparo

Doure as cebolas na chapa. Separadamente, prepare o molho com suco de limão, mostarda, sal, pimenta e alho em pó. Coloque a maminha na chapa bem quente. Quando dourar de um lado, vire. Coloque o molho sobre a carne deixe deglacear com o vinho branco. Quando estiver cozido, adicione a cebola dourada. Se necessário, adicione um pouco mais de vinho para completar o cozimento.

Bacalhau à espanhola

Ingredientes

  • 400 gramas de bacalhau dessalgado em posta
  • 2 batatas cozidas cortada em rodelas
  • 1 tomate cortado em rodelas
  • 1 folha de louro
  • 100 ml de vinho branco
  • 100 ml de azeite de oliva extravirgem
  • 30 g de alho cortado em rodelas
  • Sal a gosto

Modo de preparo

Aqueça o azeite em uma panela em fogo médio. Refogue a cebola e o alho com o louro por cerca de três minutos. Adicione o bacalhau e deixe refogar por dois minutos. Vire, junte o vinho e deixe cozinhar por mais dois minutos. Em seguida, transfira todo o conteúdo da panela para um refratário. Adicione o tomate, a batata e o sal. Asse em forno preaquecido médio por cerca de 25 minutos.

Salmão assado com limão siciliano

Ingredientes

  • 4 filetes de salmão
  • 4 batatas cortadas em rodelas
  • 2 cebolas cortadas em rodelas
  • 2 pimentões verdes cortadas em rodelas
  • 2 limões siciliano
  • 2 dentes de alho
  • 1 copo (200 ml) de vinho branco
  • 1 punhado de salsinha fresca ou seca
  • Sal e pimenta-do-reino a gosto

Modo de preparo

Preaqueça o forno a 200 graus. Unte um tabuleiro de forno com um fio de azeite e coloque as batatas em rodelas na base. Tempere as duas camadas e cubra com um pouco de azeite. Em seguida, coloque o tabuleiro no forno e cozinhe as batatas por cerca de 20 minutos. Prepare também um molho com o alho descascado, a salsinha, o vinho branco e um pouco mais de azeite. Bata o molho de vinho branco no processador de alimentos ou no liquidificador. Quando as batatas começarem a dourar, retire-as do forno e cubra com as fatias de pimentão e cebola. Tempere novamente, adicione mais um fio de azeite e leve ao forno por mais 20 minutos. Quando o acompanhamento do salmão estiver pronto, cubra-o com o molho que preparou. Em seguida, coloque as postas de salmão sobre a guarnição e junte o limão, cortado em rodelas, sobre o peixe. Leve ao forno e cozinhe por 15 a 20 minutos até o peixe assar.

Tartiflette de abóbora

Ingredientes

  • 1 ½ abóbora cortada em cubos
  • 300 g de bacon
  • 1 cebola
  • 125 ml de vinho branco
  • 300 g de creme de leite
  • 480 gramas de queijo reblochon
  • Pimenta a gosto

Modo de preparo

Doure o bacon. Em seguida, adicione a cebola picada e cozinhe por 10 minutos. Adicione o vinho branco e deixe reduzir quase a seco. Adicione a abóbora, tempere com pimenta e cozinhe por 10 minutos. Despeje em uma assadeira, salpique o creme e depois o queijo cortado em pedaços. Asse em forno a 200 graus por cerca de 20 minutos.