Arquivo da tag: merlot

Vinho e Chocolate: a combinação perfeita pra Páscoa

Você já imaginou conseguir juntas essas duas delícias e ter uma agradável surpresa? 

O chocolate é considerado o alimento mais difícil para se harmonizar com vinho, porque ele é forte, gorduroso e doce – três características que dificultam a combinação. 

Alguns especialistas dizem que os chocolates e doces só combinam com vinhos doces, ou seja, os de sobremesa. Mas, há controvérsia: e a mistura de chocolates e tintos pode ser surpreendente. 

O “segredo”, é optar por chocolates menos doces, com pelo menos 50% de cacau. 

choco2

Mas, qualquer chocolate pode sim, te trazer uma grata surpresa! Escolha seu chocolate preferido e confira nossas dicas: 

  • Chocolate branco: O mais doce dos chocolates pode ser degustado com vinho branco ou tinto. Excelente para harmonização com espumante moscatel, por serem mais gordurosos, as borbulhas e acidez do espumante ajudam a “limpar o paladar”. 
  • Chocolate ao leite: No chocolate ao leite o cacau começa a aparecer e a pedir “algo mais”. Tente com espumante brut ou seu Merlot preferido, e claro, o Moscatel entra aqui mais uma vez como sugestão. 
  • Chocolate meio amargo: Quanto maior o teor de cacau, mais fácil fica de harmonizar com vinho. Chocolates com 50% de cacau são de fácil combinação e podem ser acompanhados com diversos tipos de tintos, sejam eles jovens ou encorpados. Boas dicas são o Cabernet Sauvignon, Shiraz e Merlot. Eleja seu preferido e aproveite!
  • Chocolate amargo: Para os chocolates com mais de 70% de cacau, experimente tintos secos sem passagem por madeira, como um Merlot jovem. Mais cacau que isso? Vale escolher vinhos com mais “presença”,  como Cabernet e Malbec. 

Outono: hora de curtir seu vinho tinto!

Com aromas mais complexos, o vinho tinto é a preferência da maioria das pessoas. Queijos, massas e carnes são ótimos pratos para acompanhar um bom vinho. Feito de diversos tipos de uva,  as mais conhecidas e apreciadas  são pinot noir, cabernet sauvignon, malbec e merlot.

Com o fim do verão, a bebida parece combinar com qualquer momento! Um jantar especial em família, uma reunião com os amigos, uma taça enquanto descansa no sofá de casa…

E por que não, adicionar uma parceira prática nesses momentos?

Hoje, vamos de bruschetta! Bruschetta e vinho é certeza de sucesso! Feita com pão italiano levemente tostado e azeite, a cobertura variada é versátil e perfeita para receber os amigos – ou pra você se deliciar quando quiser!

Harmonização está longe de ser “frescura”, e depois que se faz uma vez fica difícil não querer experimentar novas experiências – ainda mais quando é fácil e rápido de preparar, não é?

Aqui vão duas receitas pra você harmonizar com seu tinto:

classica
A clássica e deliciosa.

Tradicional

– Pão italiano
– 1 tomate pequeno para cada fatia de pão
– Azeite de oliva
– Alho
– Mozzarela
– Manjericão fresco
– Sal

1. Corte o pão italiano em fatias. Mais ou menos na grossura de um dedo.
2. Corte os tomates em 4 partes e retire as sementes.
3. Corte os tomates em cubos.
4. Em uma panela, aqueça o azeite levemente. Refogue o alho e depois os tomates, por aproximadamente 2 minutos. Não deixe o tomate virar molho. Esse passo evita que o tomate caia do pão no momento de servir.
5. Coloque um pouco de azeite no pão.
8. Adicione o tomate, a mozzarela, o manjericão e um pouco de sal. Leve ao forno pré-aquecido a 10 minutos a 180 graus e deixe por 5 minutos (tempo do pão dourar).

bruschette
Pesto + queijo: a combinação perfeita pro seu tinto!

Especial

– Pão italiano
– Tomates
– Azeite de oliva
– Alho
– Pimenta do Reino
– Pesto
– Burrata (ou brie)

1. Pré-aqueça o forno a 350 graus.
2. Corte o pão italiano em fatias. Mais ou menos na grossura de um dedo.
3. Regue com azeite de oliva, em seguida, esfregue um dente de alho cortado.
4. Asse até ficar dourado.
5. Retire do forno e acrescente  seu pesto favorito, burrata e tomates cereja e pimenta do reino.
6. Asse até que o queijo seja derretido e os tomates estejam ligeiramente torrados.

Gostou? Que tal preparar essas bruschettas, escolher seu tinto favorito e curtir muito o fim de semana?

Bom apetite e tin-tin!


Conheça AQUI, alguns dos nosso vinhos tintos!

Vinho sem frescura: com churrasco

Experimente chegar naquele churrasco com os amigos, levando uma garrafa de vinho. A primeira coisa que você provavelmente ouvirá é: “Churrasco combina mesmo é com cerveja gelada!”.

Ok. Poucas coisas soam tão brasileiras do que a combinação cerveja e churrasco, e até com aquela caipirinha pra acompanhar… mas não se engane: vinho combina e MUITO com churrasco! A experiência costuma ser surpreendente.

churras

Comece com um frisante leve, gelado… aquele vinho que serve como um verdadeiro aperitivo.

Nos acompanhamentos:

Frango: carnes brancas leves, mas com um pouco de gordura, pedem vinhos aromáticos e com acidez equilibrada, como um Sauvignon Blanc.

Linguiça: Em seu ponto ideal, a linguiça é super suculenta e tem certa gordura. Que tal um amigável Espumante Rosé Brut?

Em via de regra, sal e tanino são duas coisas que não combinam (chegam, inclusive, a brigar na boca), portanto, quanto mais salgada a carne, menos tanino deve ter o vinho e vice -versa. Se gordurosa, será bem-vindo um vinho com maior acidez e taninos.

Por exemplo: quando preparada da maneira correta, a picanha, carne que dificilmente falta num churrasco, é bastante macia, fibrosa e ainda tem uma capinha de gordura, na qual é envolvida (hmmmm!). Para segurar tudo isso? Experimente os taninos e acidez de um Malbec. 

Já fibrosa e macia, porém sem muita gordura, a fraldinha é uma carne que não exige tanto corpo de um vinho. Um vinho igualmente macio, fácil e com taninos redondos? Merlot!

“Está fazendo calor, como vou beber vinho?” Essa é simples, não é? Refresque-o! Não tenha medo de deixar seu tinto fresquinho pra essa harmonização, que com todo certeza, será uma agradável experiência.

Carne na brasa, vinho na taça e bom churrasco!