Arquivo da tag: malbec

Vinhos do mundo: saiba quais países merecem espaço na sua adega

Basta um gole de vinho para fazer uma viagem sensorial por todo o planeta. Países do Velho e do Novo Mundo imprimem suas peculiaridades em seus rótulos, apresentando uma explosão de sabor aos enófilos. Talvez seu paladar seja mais amigo de algumas características e, por isso, você se apaixone mais por um país ou região. Ou, quem sabe, você aproveite cada uma em sua plenitude, sem distinções. Reunimos as principais particularidades dos maiores produtores de vinho do mundo e, toda semana, vamos falar sobre um deles. Primeira parada: Argentina! 

Argentina

Nossos vizinhos ganharam grande importância no cenário da vinicultura atual. Hoje, eles são o quinto maior produtor de vinhos do mundo. O país exporta 25% de toda sua produção anual para o Velho Mundo e dedica uma média de 210 mil hectares aos vinhedos plantados.

A Argentina se destaca pela produção do vinho Malbec – uva originária da região sudoeste da França, mas que se desenvolveu plenamente no país latino graças às condições climáticas, geográficas e geológicas favoráveis ao plantio. Esses fatores fazem com que o Malbec argentino tenha acidez moderada, evitando que amarre na boca.

As bebidas argentinas produzidas com uvas Cabernet Sauvignon também fazem sucesso no mundo todo. Já nos brancos, a predominância vem das uvas da casta Chardonnay. No geral, os vinhos argentinos são conhecidos pela ótima relação de qualidade e preço, além do sabor marcante e que agrada facilmente o paladar.

Confira a variedade de vinhos argentinos em nossa loja virtual!

Malbec World Day: abril é para celebrar um clássico dos vinhos!

Talvez você não saiba, mas Abril é o mês do Malbec! Sim, no mundo dos vinhos também existem datas comemorativas! E com certeza, o Malbec é um motivo especial.

O Malbec World Day é comemorado no dia 17 de abril, e em Buenos Aires, a festa conta com programações especiais.  A data é tão especial que no ano passado, nessa mesma data (28/04), o Brasil participava do grande dia! Foram realizados mais de 70 eventos em 70 cidades de 54 países.

A Malbec é uma uva francesa que se adaptou muito bem na Argentina, a tal ponto que tornou-se a uva emblemática do país. Quando se fala em vinho argentino, rapidamente a associação é feita: Malbec!


Veja nosso post especial AQUI! Um post pra te inspirar a curtir o fim de semana na companhia de um incrível Malbec!


E para comemorar, faremos o 18º Festival do Vinho aqui do Empório Mercantil!Você pode conferir a lista dos rótulos clicando AQUI e claro, reservar seu lugar pra essa noite deliciosa!

Saiba mais, também, no site oficial do evento: Malbec World Day

Vinho e Chocolate: a combinação perfeita pra Páscoa

Você já imaginou conseguir juntas essas duas delícias e ter uma agradável surpresa? 

O chocolate é considerado o alimento mais difícil para se harmonizar com vinho, porque ele é forte, gorduroso e doce – três características que dificultam a combinação. 

Alguns especialistas dizem que os chocolates e doces só combinam com vinhos doces, ou seja, os de sobremesa. Mas, há controvérsia: e a mistura de chocolates e tintos pode ser surpreendente. 

O “segredo”, é optar por chocolates menos doces, com pelo menos 50% de cacau. 

choco2

Mas, qualquer chocolate pode sim, te trazer uma grata surpresa! Escolha seu chocolate preferido e confira nossas dicas: 

  • Chocolate branco: O mais doce dos chocolates pode ser degustado com vinho branco ou tinto. Excelente para harmonização com espumante moscatel, por serem mais gordurosos, as borbulhas e acidez do espumante ajudam a “limpar o paladar”. 
  • Chocolate ao leite: No chocolate ao leite o cacau começa a aparecer e a pedir “algo mais”. Tente com espumante brut ou seu Merlot preferido, e claro, o Moscatel entra aqui mais uma vez como sugestão. 
  • Chocolate meio amargo: Quanto maior o teor de cacau, mais fácil fica de harmonizar com vinho. Chocolates com 50% de cacau são de fácil combinação e podem ser acompanhados com diversos tipos de tintos, sejam eles jovens ou encorpados. Boas dicas são o Cabernet Sauvignon, Shiraz e Merlot. Eleja seu preferido e aproveite!
  • Chocolate amargo: Para os chocolates com mais de 70% de cacau, experimente tintos secos sem passagem por madeira, como um Merlot jovem. Mais cacau que isso? Vale escolher vinhos com mais “presença”,  como Cabernet e Malbec. 

Vinhos Malbec: uma boa ideia

O Malbec é, sem dúvida, um dos vinhos prediletos dos brasileiros. A uva que é originária da região sudoeste da França, se desenvolveu e ganhou notoriedade mundial, na Argentina.


Curiosidade: no final do século XX, na década de 90, ocorreu a grande revolução do vinho Malbec na Argentina, quando Nicolas Catena produziu o primeiro vinho 100% Malbec, maturado por 24 meses em carvalho francês.


Um dos diferenciais dos Malbecs Argentinos é a sua agradável textura na boca. Alguns especialistas explicam que, o cultivo da uva em altitudes mais elevadas, com grande variação de temperatura, aumenta a intensidade do sabor e dos aromas e faz com que o vinho argentino tenha uma textura mais aveludada e um sabor muito agradável.

É inclusive, uma boa pedida pra quem está começando a se aventurar no mundo dos vinhos. Costuma agradar a maioria dos paladares além de ser um vinho de fácil harmonização. Combina com carnes e molhos vermelhos,  queijos fortes e risottos. 

Ou seja, a desculpa perfeita pra preparar um churrasco com chimi-churri, um hambúrguer especial, ou uma reunião bem informal, com queijos . 

Com o fim do verão, os vinhos mais frescos, dão espaço aos tintos e marcantes. E o Malbec é com certeza, uma escolha à prova de erros. 

Conheça nossa seleção, clicando AQUI

Outono: hora de curtir seu vinho tinto!

Com aromas mais complexos, o vinho tinto é a preferência da maioria das pessoas. Queijos, massas e carnes são ótimos pratos para acompanhar um bom vinho. Feito de diversos tipos de uva,  as mais conhecidas e apreciadas  são pinot noir, cabernet sauvignon, malbec e merlot.

Com o fim do verão, a bebida parece combinar com qualquer momento! Um jantar especial em família, uma reunião com os amigos, uma taça enquanto descansa no sofá de casa…

E por que não, adicionar uma parceira prática nesses momentos?

Hoje, vamos de bruschetta! Bruschetta e vinho é certeza de sucesso! Feita com pão italiano levemente tostado e azeite, a cobertura variada é versátil e perfeita para receber os amigos – ou pra você se deliciar quando quiser!

Harmonização está longe de ser “frescura”, e depois que se faz uma vez fica difícil não querer experimentar novas experiências – ainda mais quando é fácil e rápido de preparar, não é?

Aqui vão duas receitas pra você harmonizar com seu tinto:

classica
A clássica e deliciosa.

Tradicional

– Pão italiano
– 1 tomate pequeno para cada fatia de pão
– Azeite de oliva
– Alho
– Mozzarela
– Manjericão fresco
– Sal

1. Corte o pão italiano em fatias. Mais ou menos na grossura de um dedo.
2. Corte os tomates em 4 partes e retire as sementes.
3. Corte os tomates em cubos.
4. Em uma panela, aqueça o azeite levemente. Refogue o alho e depois os tomates, por aproximadamente 2 minutos. Não deixe o tomate virar molho. Esse passo evita que o tomate caia do pão no momento de servir.
5. Coloque um pouco de azeite no pão.
8. Adicione o tomate, a mozzarela, o manjericão e um pouco de sal. Leve ao forno pré-aquecido a 10 minutos a 180 graus e deixe por 5 minutos (tempo do pão dourar).

bruschette
Pesto + queijo: a combinação perfeita pro seu tinto!

Especial

– Pão italiano
– Tomates
– Azeite de oliva
– Alho
– Pimenta do Reino
– Pesto
– Burrata (ou brie)

1. Pré-aqueça o forno a 350 graus.
2. Corte o pão italiano em fatias. Mais ou menos na grossura de um dedo.
3. Regue com azeite de oliva, em seguida, esfregue um dente de alho cortado.
4. Asse até ficar dourado.
5. Retire do forno e acrescente  seu pesto favorito, burrata e tomates cereja e pimenta do reino.
6. Asse até que o queijo seja derretido e os tomates estejam ligeiramente torrados.

Gostou? Que tal preparar essas bruschettas, escolher seu tinto favorito e curtir muito o fim de semana?

Bom apetite e tin-tin!


Conheça AQUI, alguns dos nosso vinhos tintos!

Vinho sem frescura: com churrasco

Experimente chegar naquele churrasco com os amigos, levando uma garrafa de vinho. A primeira coisa que você provavelmente ouvirá é: “Churrasco combina mesmo é com cerveja gelada!”.

Ok. Poucas coisas soam tão brasileiras do que a combinação cerveja e churrasco, e até com aquela caipirinha pra acompanhar… mas não se engane: vinho combina e MUITO com churrasco! A experiência costuma ser surpreendente.

churras

Comece com um frisante leve, gelado… aquele vinho que serve como um verdadeiro aperitivo.

Nos acompanhamentos:

Frango: carnes brancas leves, mas com um pouco de gordura, pedem vinhos aromáticos e com acidez equilibrada, como um Sauvignon Blanc.

Linguiça: Em seu ponto ideal, a linguiça é super suculenta e tem certa gordura. Que tal um amigável Espumante Rosé Brut?

Em via de regra, sal e tanino são duas coisas que não combinam (chegam, inclusive, a brigar na boca), portanto, quanto mais salgada a carne, menos tanino deve ter o vinho e vice -versa. Se gordurosa, será bem-vindo um vinho com maior acidez e taninos.

Por exemplo: quando preparada da maneira correta, a picanha, carne que dificilmente falta num churrasco, é bastante macia, fibrosa e ainda tem uma capinha de gordura, na qual é envolvida (hmmmm!). Para segurar tudo isso? Experimente os taninos e acidez de um Malbec. 

Já fibrosa e macia, porém sem muita gordura, a fraldinha é uma carne que não exige tanto corpo de um vinho. Um vinho igualmente macio, fácil e com taninos redondos? Merlot!

“Está fazendo calor, como vou beber vinho?” Essa é simples, não é? Refresque-o! Não tenha medo de deixar seu tinto fresquinho pra essa harmonização, que com todo certeza, será uma agradável experiência.

Carne na brasa, vinho na taça e bom churrasco!

 

17 de Abril Malbec World Day

Hoje, comemoramos o dia da uva argentina mais famosa no mundo, a uva Malbec. Vamos comemorar?

Sobre Malbec:

Origem
Uva tinta originária da região de Bordeaux (França). Trata-se de uma casta muito semelhante a Merlot, e com as mesma s características de cor rubi violácea, sabor maduro de frutas secas e especiarias; no paladar nota-se um leve adocicado, devido principalmente aos taninos redondos e elevada alcoolicidade que alcança. Capaz de produzir vinhos de guarda; sendo que em menos de 3 anos apresenta vinhos desequilibrados, onde alcool, acidez e taninos guerreiam contra o consumidor.

Regiões de Produção
Como outras uvas francesas, espalhou-se pelo mundo; é bastante utilizada em vinhos varietais, principalmente na Argentina e Califórnia. Na França ainda entre como corte nos vinhos Bordeaux, junto com Cabernet Sauvignon e Cabernet Franc. Mas sua terra hoje é Mendoza.

Características dos Vinhos
O vinho Malbec varietal apresenta uma bela cor vermelho púrpura, intensa, e aroma frutado revelando vinho novo; no paladar apresenta-se saboroso e macio, indicando que os açúcares escondem bem os taninos. Os mais envelhecidos, se foram bem produzidos, apresentarão grande harmonia, bom corpo, e longo fim de boca (com leve amargor).

Harmonização
Harmoniza-se com carnes vermelhas, churrasco, feijoada, e queijos fortes, pois tem taninos e antocianos (pigmentos da uva) fortes, mas não agressivos — quando bem elaborados e envelhecidos 2 ou 3 anos, podendo ser até bem mais. Não combinará com defumados, nem com gorgonzola, nem com massas com tomates. Muito menos com saladas.