Arquivo da tag: dica

Sticky Toffee Pudding Ale: cerveja e sobremesa!

Você já deve ter visto essa garrafinha por aí e se perguntado qual o sabor dessa curiosa cerveja, certo? Chegou a hora de experimentar!

A Wells Sticky Toffee Pudding Ale  além de uma – incrível – cerveja, é também uma sobremesa!

Sticky toffee pudding é um pudim típico da culinária inglesa. “Sticky” faz referência ao molho pegajoso de açúcar caramelizado com manteiga e “toffee”, o caramelo de leite da massa do pudim. E é exatamente o que é essa cerveja. Inclusive, usada para complementar novas sobremesas!

sticky

A Wells descobriu que os naturais e ricos sabores do caramelo de um pudim poderia ser perfeitamente combinados com maltes escuros. E assim, surgiu uma cerveja verdadeiramente distinta.

Claro, você não deve esperar algo extremamente doce: apesar do doce estar lá, o final é surpreendentemente seco e característico com os sabores e aromas dos tradicionais lúpulos ingleses ‘Fuggles’ e
‘Goldings” que dão à cerveja um delicado e elegante amargor.

Combinada com aperitivos ou com sobremesas à base de amêndoas e chocolate, essa cerveja Ale irá te surpreender!

Já conhece a Sticky Toffee Pudding? Comente!

 

 

Dê uma chance ao vinho branco

A combinação entre vinho e comida se mostra perfeita desde muitos séculos atrás. Um é o acompanhante perfeito do outro. Quando se pensa num jantar de comemoração, algum motivo em especial… se pensa em vinho.

Atualmente  no Brasil, os mais consumidos e admirados são os tintos super-encorpados, super-amadeirados e, muitas vezes, também super-caros. Mas, os verdadeiros amantes do nobre fermentado não se dividem em bebedores de vinhos tintos ou brancos. São apenas apreciadores de produtos de categoria. E ela não se exprime na cor do vinho, mas sim na qualidade do líquido, dentro de seu estilo.

Sabor intenso

Dê uma chance ao vinho branco! Sejam eles jovens e frutados ou encorpados e fermentados, são melhores quando harmonizados com peixes e frutos do mar, e quase nunca combinam com comidas muito temperadas e carnes vermelhas.

Queijos frescos e sem casca, como os cremosos, o mascarpone ou a mozarela pedem vinhos brancos leves. Assim como foundue de queijo – harmonia perfeita com um Chardonnay.

Qual escolher

Existe uma ampla gama de vinhos brancos para vários paladares e várias ocasiões. Podem ser doces, meio-doces ou secos; florais, frutados, barricados (fermentados em madeira e, portanto, com aromas de baunilha, tostados etc); leves ou encorpados.

Como exemplos de brancos leves, podemos citar: Sauvignon blanc, Pinot grigio, Torrontés e Chablis AOC. Entre alguns mais encorpados estão: vinhos barricados (fermentados em madeira) em geral, Rieslings, Chardonnay, Alvarinhos (alguns são barricados), brancos do Rhône (Chateauneuf-du-Pape, Condrieu), Chablis grand Cru.

Um dos maiores encantos do vinho é sua diversidade. Normalmente, quem gosta de vinho gosta de experimentar e está sempre em busca de novos sabores. Abdicar deste estilo é abrir mão de uma grande parte da produção mundial desta bebida, de muitas descobertas e bons momentos.

Aproveite!