5 curiosidades sobre whisky que você nunca imaginou

Você sabia que a palavra whisky é a abreviação da expressão gaélica “uisce beatha”, que significa “água da vida”? Essa é apenas uma das curiosidades que o vasto universo dessa bebida reserva. Reunimos algumas a seguir, confira!

1. Whisky ou whiskey?

Depende do lugar em que foi produzido. Geralmente, acrescenta-se o “EY” em bebidas feitas nos Estados Unidos ou na Irlanda. O objetivo é diferenciá-las daquelas produzidas em outros lugares e que possuem processos diferentes de fabricação, como as escocesas.

2. Todo shot é cowboy, mas nem todo cowboy é shot

O mito do whisky cowboy vem da época dos caubóis americanos, em que não existia gelo e, por isso, era necessário consumir a bebida pura. Por isso, tanto faz se for servido em um copo de shot ou no de “on the rocks”, o importante é que se mantenha a forma de degustar.

3. Com gelo, por que não?

Quem diz que apenas o whisky cowboy vale a pena ser consumido deveria rever seus conceitos. Por ficar muito tempo parado na garrafa, o destilado precisa de oxigênio (presente na água) para liberar os aromas que estavam “adormecidos”. Sendo assim, não é preciso ter receio em adicionar algumas pedras de gelo ou um pouco de água (proporção aproximada de 1/4) para experienciar ao máximo as notas frutadas, abaunilhadas, achocolatadas, florais, spicy e tantas outras que a bebida pode proporcionar.

4. Whisky não envelhece na garrafa

Má notícia para quem encontrou aquela preciosidade no porão de casa ou herdou uma garrafa do avô. O envelhecimento da bebida só acontece quando o líquido entra em contato com a madeira, ao contrário do que ocorre com vinho e certos tipos de cerveja. Ou seja, aquele whisky engarrafado nos anos 20 parou de envelhecer… nos anos 20! E, uma notícia pior ainda: dependendo de quanto tempo ele estiver parado, pode ser que até esteja com um sabor desagradável.

5. Whisky não é só coisa de americano, escocês, irlandês e canadense

Pelo contrário! Alguns historiadores defendem que a bebida, na verdade, é de origem moura ou arábica. Os primeiros registros modernos datam de 1494, em uma carta que descreve a aquisição de matéria-prima para a produção de mais de 1.500 garrafas da bebida. Que tal expandir seu paladar para outras nacionalidades?
Países como Japão e China já receberam o título de melhor whisky do mundo e outros, como Espanha, Paquistão e Índia, também são elogiados por sua fabricação – foi neste último país, aliás, que surgiu o Amrut Whisky, considerado uma obra de arte etílica.

Quer saber mais curiosidades e novidades? Navegue em nosso blog ou visite nossa página no Facebook! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *