Arquivo da categoria: Gastronomia

Queijos Azuis

Se você acha que queijo azul é tudo igual está completamente enganado. Podem parecer parecidos pela aparência mas seus sabores, receitas e origens não.

O queijo Roquefort conhecido como “blue cheese” tem origem da pequena cidade francesa Roquefort-sur-Soulzon e possui um mofo natural chamado “Penicilium roqueforti”. O Roquefort é produzido com leite cru de ovelha e tem uma textura bem cremosa. A massa do queijo depois de pronta passa por um processo que se chama “piquage”, garantindo as condições para o crescimento dos fungos. Depois de todas as etapas de produção do queijo concluídas, a maturação final deve ser de no mínimo cinco meses nas cavernas do monte Combalou ao sul da França.

Queijo Roquefort/ Imagem Web

Já o queijo Gorgonzola, primo italiano do francês Roquefort, é produzido com o leite cru da vaca. Também bem cremoso, tem um sabor diferenciado do Roquefort por não ser feito com leite de ovelha. Durante seu processo de produção, o queijo Gorgonzola é salgado para perder o excesso de soro, e levado para um ambiente chamado “purgatótio” onde irá desidratar. Em seguida, ele é furado para que os fungos cresçam em seu interior, e levado para maturar em um ambiente úmido e com temperatura controlada. Depois de no mínimo 90 dias, momento onde desenvolve características únicas e potencializa os sabores, o queijo gorgonzola estará pronto para consumo.

Queijo Gorgonzola/Imagem Web


Curiosidades de cada queijo:
Roquefort:: As cavernas do monte Combalou ao sul da França é considerado um ambiente fundamental e indispensável pela umidade e pela circulação de ar, consideradas ideais para a maturação do queijo.
Gorgonzola:: Há quase dois séculos sem ser produzido em sua cidade de origem , Gorgonzola Província de Milão na Itália, é atualmente o terceiro queijo mais consumido da Itália, atrás apenas dos emblemáticos parmegiano reggiano e do grana padano. 

Harmonização de Sucesso

Imagem Ilustrativa de Harmonização/Web

Em geral, quando falamos de harmonização com queijos, os ideais são os vinhos brancos, pois a acidez natural dos queijos costuma bater de frente com os taninos, criando sensações muito adstringentes. Os brancos leves e com boa acidez vão combinar com a maioria dos queijos. Para os queijos azuis, sugerimos a harmonização por contraste, ou seja, equilibrar o sabor salgado e intenso do queijo com a doçura do vinho. Sugestões: Vinho do Porto, Vinhos de Sobremesa, Riesling e Gewürztraminer.

Harmonização Natalina

O Cardápio da Ceia de Natal escolhido, convidados confirmados mas e as bebidas? O que servir? Qual bebida combina com o tradicional Peru de Natal? E com Panetone?

Com essas dicas você não tem como errar, confira abaixo:

O Clássico Peru de Natal
Escolha os brancos secos, com passagem por barricas, como os Chardonnays da América do Sul ou até um Riesling demi-sec. São excelentes escolhas, pois possuem sabores concentrados, acidez boa, mas não muito alta, e sempre deixam um sabor adocicado na boca.

Carnes de Porco, Lombo, Pernil etc.
A carne de porco é gordurosa mas um tem sabor delicado. Com isso, o mais indicado é um vinho de sabor menos intenso e acidez elevada, como os espumantes, brancos mais leves, rosés delicados como os da Provença e tintos leves como os Pinot Noirs.

Rosés

Aquele Bacalhau
O nosso amado bacalhau tem um sabor forte, com toque salgado e bastante gordura, principalmente dos azeites de oliva. O que pede vinhos com mais intensidade de sabor, uma acidez elevada e nenhum tanino – que, quando entra em contato com o sal do bacalhau, traz sensações picantes e desagradáveis ao paladar. Vá com os espumante com um Champagne ou Cava e vinhos brancos de grande estrutura.

Espumantes

O Salpicão que não pode faltar
Sabe aquele salpicão clássico que leva frango, cenoura, pimentões, seleta de legumes, passas, creme de leite e, algumas vezes, batata palha? Pois é vai super bem com Merlots, Syrahs, Chardonnays, Rieslings e os Cabernets Sauvignon da Califórnia.

As Nuts de Sempre, nozes e castanhas
Os vinhos de entrada, como os espumantes e rosés, são excelentes. Mas a perfeição da harmonização fica com um Jerez.

O amado Panetone
Se for o clássico com frutas cristalizadas harmoniza com os doces espumantes Moscatel. Agora, se for de chocolate, os vinhos do Porto tintos ou o francês Banyuls são as melhores opções.

Espumante Moscatel

Agora que você está preparado, venha até o Empório garantir as bebidas da sua Ceia e torne o seu Natal inesquecível!

Uma Ceia de Natal de Sucesso

A gente separou receitas natalinas DE-LI-CI-O-SAS para você nesse Natal! Alguns produtos podem ser encontrados aqui no Empório, além das bebidas temos as nozes, temperos, azeites e outros produtos de qualidade nacionais e importados.

Confira as receitas dessa Ceia Completa:

Tender com Angostura Bitter

Rende 8 porções (O Mel e o Bitter podem ser encontrados aqui no Empório)

Ingredientes:
  • 1/2 xícara de mel
  • 2 colheres (sopa) de suco de limão
  • 1 colher de chá ANGOSTURA Bitter
  • 1 tender pequeno
Modo de Preparo:

Preaqueça o forno a 180 °C. Junte o mel, o suco de limão e ANGOSTURA Bitter. Marque o topo do presunto com uma faca afiada; Coloque em uma assadeira pequena e rasa. Adicione algumas colheres de sopa de água para cobrir apenas o fundo da panela. Pincele o presunto com a mistura do mel, limão e a ANGOSTURA. Asse descoberto cerca de 45 minutos, pincelando com a mistura muitas vezes. O tempo de cozimento depende de quão frio o presunto estava para começar. Sirva fatias de presunto regadas com a mistura restante.

​Lombo ao Molho de Laranja e Vinho Tinto

Rende 10 porções (Aqui no Empório temos várias opções de vinhos tintos e se quiser dar um toque especial, Especiarias)

Ingredientes:
  • 1 Lombo Temperado descongelado
  • 2 colheres (sopa) de óleo vegetal
  • 1 cebola descascada e cortada em cubos pequenos
  • 2 xícaras (chá) de vinho tinto
  • 2 colheres (sopa) de molho de soja
  • 2 xícaras (chá) de água
  • 2 colheres (sopa) de açúcar
  • 1 colher (sopa) de farinha de trigo
  •  suco de 6 laranjas
Modo de Preparo:

Em uma panela de pressão grande, aqueça o óleo e doure o lombo de todos os lados;adicione a cebola e refogue. Acrescente o vinho, o molho de soja e a água. Tampe a panela e cozinhe por 50 minutos depois que pegar pressão. Retire a pressão da panela, retire o lombo e reserve. No líquido restante na panela, junte o açúcar, a farinha e o suco das laranjas e deixe cozinhar, mexendo, até que o molho engrosse levemente; a o lombo fatiado com o molho.

​Peru com Manteiga de Ervas, Figos e Espumante

(No Empório tem Espumante Brut e temperos secos )

Ingredientes:

  • 1 Peru descongelado
  • 1 cebola grande
  • 3 dentes de alho
  • 250ml de Espumante Brut
  • Tomilho, orégano, manjerona, manjericão, salsa bem trituradas
  • 1 tablete de manteiga

Para a calda

  • 2 caixas de Figos frescos
  • 1 garrafa de Espumante Brut
  • 1 xícara de açúcar

Modo de Preparo:

Coloque o peru limpo em uma forma forrada com papel alumínio suficiente para cobrir ele todo. Regue o peru com o tempero, esfregue bem para pegar o tempero em todo o peru. Feche e leve para geladeira. No outro dia ou 3 horas depois, tire o peru da geladeira, em outra forma forrada com papel alumínio ou na travessa que for servir, se ela poder ir ao forno, desembrulhe e coloque o peru na forma. Regue com um pouco do tempero. Passe manteiga de baixo da pele do peru desta maneira o peru vai ficar macio e não vai ressecar. Em seguida, derreta a manteiga e misture os temperos bem triturados. Com uma seringa para cozinha, coloque a manteiga, fure o peru e injete a manteiga temperada. Se os temperos não estiverem bem triturados eles irão entupir a seringa, então triture bem e na hora de injetar, chacoalhe a seringa para o tempero não aglomerar.  Leve o peru ao forno para assar coberto com papel alumínio, forno a 200°C por 1hora e 30 min ou até o termômetro levantar. Então tire o papel alumínio de cima para que ele doure. Para fazer a redução, em uma panela caramelize o açúcar. Coloque o açúcar e um pouco de água, misture, ligue o fogo até o açúcar derreter e ficar marrom. Quando o açúcar estiver no ponto, adicione o espumante para reduzir, misture e deixe cozinhar até ele virar uma calda mais espessa. Quando tiver engrossando acrescente os figos inteiros e envolva-os bem na calda. Desligue o fogo e tampe a panela para o figo cozinhar. Quando tirar o peru coloque ele em uma travessa e coloque os figos em volta e regue com a redução. Decore também com figos secos se for do seu gosto.

​Arroz Negro com Vinho Branco

(No Empório você encontra Arroz Negro, um azeite de qualidade, sal marinho e o vinho branco )

Ingredientes:

  • 3 xícaras de arroz negro
  • 1 cebola pequena
  • 1 colher (sopa) de azeite
  • ½ xícara de vinho branco
  • Caldo de legumes caseiro
  • Sal marinho

Modo de Preparo:

Como o grão de arroz negro é muito resistente ao cozimento, é preciso deixá-lo de molho por pelo menos duas horas antes do preparo. Reserve a água (é preta mesmo!) e a utilize para fazer o caldo de legumes e o mantenha aquecido. Numa outra panela, doure a cebola num fio de azeite e refogue o arroz por alguns minutos, selando-o levemente. Acrescente duas conchas de caldo (o suficiente para cobrir o arroz) e tampe a panela. Repita este procedimento até que o arroz esteja bem al dente e desligue o fogo. Deixe a panela fechada para o arroz secar. Verifique o sal e sirva imediatamente.

​Farofa de Natal Vegana One Market

(No Empório você encontra um azeite de qualidade, as uvas-passas, as nozes e as azeitonas )

Ingredientes:

  • 500 g de farofa pronta (farinha de mandioca temperada).
  • 5 col. de sopa de azeite de oliva.
  • 1 cebola média, bem picada.
  • 1/2 xíc. de uvas-passas pretas sem sementes.
  • 1/2 xíc. de uvas-passas brancas sem sementes.
  • 3 col. de sopa de nozes picadas.
  • 1/2 xíc. de maçã verde cortada em cubinhos.
  • 1/2 xíc. de azeitonas verdes cortadas em rodelas.
  • 2 col. de sopa de salsinha picada.

Modo de Preparo:
Aqueça o azeite numa panela em fogo médio. Junte a cebola e doure levemente, mexendo de vez em quando. Tire do fogo e espere esfriar.
Junte as passas, as nozes, as maçãs, as azeitonas e a salsinha. Misture bem e acrescente a farofa pronta aos poucos, mexendo sempre.
Passe para uma travessa e sirva.

​Semifredo Crocante

(No Empório você encontra as amêndoas e o chocolate branco))

Ingredientes:

Para o Crocante

  • 1/2 xícara (chá) de açúcar
  • 1 colher (sopa) de manteiga
  • 1/2 xícara (chá) de amêndoas em lascas

Para o Semifredo

  • 1 e 1/2 tablete de chocolate branco (225 g)
  • 1 caixinha de creme de leite
  • 3 claras
  • 1/2 xícara (chá) de açúcar
  • 200 g de framboesas ou cerejas frescas sem caroço
  • Algumas framboesas ou cerejas frescas para decorar

Crocante: Em uma panela, derreta o açúcar em fogo baixo, mexendo suavemente até que esteja caramelizado. Junte a manteiga e as amêndoas e misture. Despeje sobre uma superfície de mármore untada com manteiga e deixe esfriar. Em seguida, com o auxílio de uma espátula, retire o crocante do mármore, coloque em um saco plástico próprio para alimentos, feche bem e passe um rolo de massa por cima para triturar. Reserve.

Semifredo: Em um recipiente refratário, derreta o chocolate branco em banho-maria. Acrescente o creme de leite, misture bem e reserve. Em uma panela, misture as claras com o açúcar e leve ao fogo baixo, mexendo vigorosamente sem parar, por cerca de 3 minutos. DICA: Tire a panela do fogo por alguns instantes a cada minuto, continuando a mexer, para não cozinhar as claras. Transfira a mistura para uma batedeira e bata por 5 minutos ou até dobrar de volume. Então, misture delicadamente com o creme de chocolate branco reservado.

Montagem: Adicione o crocante (reserve um pouco para decoração) e os 200 g de framboesas à mistura anterior e misture delicadamente. Passe tudo para uma fôrma de bolo inglês (25 x 9 x 7 cm) untada com óleo e
forrada com plástico-filme. Em seguida, cubra com outra folha de plástico-filme e leve ao freezer por pelo menos 4 horas.

No momento de servir, retire do freezer, desenforme e decore com as framboesas reservadas e o restante do crocante.
Sangria Espanhola Muito utilizada nas festas natalinas da Espanha, leva 750 ml de vinho tinto, 600 ml de soda limonada, meia xícara (chá) de suco de laranja, 2 colheres (sopa) de açúcar, 60 ml de conhaque, 60 ml de gim e frutas cortadas em cubos – sugerimos pêssego, laranja, uva, maçã e abacaxi. Coloque todos os ingredientes em uma jarra e deixe na geladeira por pelo menos uma hora antes de servir.

Desejamos à todos um Feliz Natal com muito amor e muitas delícias! Depois conta para gente qual receita você fez e gostou mais?

Borbulhas de Amor

Quando a gente pensa em espumante, pensa em Festas de Fim de Ano, Comemorações e Brunchs, fala a verdade? Cada vez mais consumimos espumantes para começar uma refeição especial ou para refrescar uma tarde de verão. Esse tipo de vinho tem uma boa acidez e uma capacidade de limpar o paladar, principalmente quando a comida é gordurosa.

Para produzir qualquer espumante, é necessário elaborar um vinho base tranquilo (sem gás carbônico). Esse líquido é então submetido a uma segunda fermentação, que pode acontecer na própria garrafa ou em tanque de aço inox.

Conheça um pouco mais sobre cada tipo e escolha o seu preferido:

Champagne

Os champagnes são produzidos obrigatoriamente na região homônima na França, com as uvas: Chardonnay, Pinot Noir e Pinot Meunier. O método de elaboração é o Tradicional ou Champenoise, em que a segunda fermentação acontece dentro da garrafa.

Harmonização:
Combina com pratos com manteiga, creme de leite e lácteos em geral, além de peixes defumados e sabores trufados.

Fettuccine ao Molho Branco com Azeite Trufado/ Imagem Half Baked Harvest


Prosecco

Exemplares do Nordeste da Itália, que devem ter 85% no mínimo de uva Glera (antigamente conhecida como Prosecco). Eles são elaborados através do Método Charmat, no qual a segunda fermentação é feita em tanques de aço inox.

Harmonização:
Frutado e refescante, pede pratos vivazes e leves como ceviches. Combina com frios como salame.

Ceviche de Polvo/ Imagem Web

Cava

Os Cavas são produzidos na Espanha também pelo Método Tradicional ou Champenoise. Apesar de sua elaboração não estar restrita a uma única região, as uvas utilizadas devem ser originárias de vinhedos autorizados, tais como as brancas Macabeo, Xarel.lo, Parellada, Malvasía, Chardonnay, e tintas Garnacha, Monastrell, Pinot Noir e Trepat.

Harmonização:
Os mais leves vão bem com queijos frescos e saladas crocantes.

Torradas com Queijo de Cabra e Ervas / Imagem Web

Outros espumantes e outras Regiões

Além das origens mais conhecidas, existem espumantes feitos em regiões menos tradicionais que valem ser provadas. É o caso dos portugueses, de grande potencial aromático, e dos argentinos, que podem ser frutrados e cheios de sabor. Já a Austrália cada vez mais aproveita o clima frio de algumas regiões em altitude para plantar vinhedos para a produção de espumantes de alta qualidade, geralmente produzidos com método tradicional.

 

E aí? Qual o seu preferido conta pra gente!

 

Confira outras opções de Espumantes em nossa Loja Virtual

 

 

Uma cerveja única: Trignac XII

A Cerveja Trignac XII é uma de coloração dourada e sabor único.

A Kasteel Triple é a base da Trignac XII que entra nos barris de carvalho (que antes de servirem para a maturação da cerveja são usados para amadurecer conhaque francês em um processo lento que dura dois anos e meio) com teor alcoólico de 11% ABV e após o processo de maturação é engarrafada com 12% ABV. Isso se deve ao fato de que as barricas utilizadas contém certa quantidade de conhaque absorvidos pela madeira e liberados na cerveja durante o amadurecimento.

trignac

Não há como escapar do doce aroma de uvas e do impacto do álcool, dando uma leve impressão de vinho, com um sabor tendendo para o conhaque. O álcool preenche plenamente a boca e dá uma sensação agradavelmente quente.

Esta é a cerveja mais exclusiva produzida pela Castle Brewery Van Honsebrouck e também a mais alcoólica.

Vale a pena experimentar! É uma cerveja de sabor inesquecível!

Perfeita para desfrutar lentamente  ou com um prato de queijos.


Mas por que não, com aperitivos? A gente compartilha uma receita fácil de preparar pra você combinar com sua cerveja preferida – a Trignac XII ou qualquer outra!

Batatas Assadas com Ervas e Queijo Parmesão 

Ingredientes :

  • 4 batatas fatiadas no comprimento (com casca)
  • Azeite de oliva
  • 3 dentes de alho picadinho
  • Temperos e sabores à vontade
  • 1/2 xícara de queijo parmesão (de preferência, ralado na hora – é muito mais gostoso!)
  • Sal a gosto
  • Salsinha, cebolinha e verdinhos à vontade! (capricha!)

aperitivo

Como faz :

  1. Pré-aqueça o forno em 180ºC e unte uma forma retangular com um pouquinho de azeite;
  2. Em uma tigela grande, coloque as batatas, regue com azeite e misture. Reserve;
  3. Em uma frigideira, frite o alho picadinho até quase ficarem amarelinhos (2 pontos abaixo de dourar, porque ainda vai ao forno). Reserve;
  4. Em uma tigela menor, misture os temperos (ervas, pimentas…) e o sal;
  5. Com as batatas dispostas na forma com a casca para baixo, polvilhe o parmesão ralado na hora, o alho e, em seguida, polvilhe a mistura de ervas e temperos;
  6. Asse até ficarem douradas – de 25 a 30 minutos, depende do forno, retire do forno, salpique a salsinha, cebolinha e outros verdinhos  e pronto!
  7. Dica de ouro: Experimente mergulhar num creminho de gorgonzola… ou até no ketchup rústico!

Aproveite a dica e o calor! Tin-tin!

 

O que beber na Ceia de Natal?

Não só de peru, tender e torta de nozes se faz uma Ceia. A escolha da bebida que irá acompanhar essa noite tão especial, faz toda a diferença.

Você pode optar por servir seu vinho preferido a noite toda – é uma escolha acertada, simples, e também muito charmosa! Aquele vinho que você gosta de servir em ocasiões especiais tem motivo de sobra pra aparecer na noite de Natal, não é? Nada de frescura! Você precisa aproveitar os bons momentos.

Se você quer oferecer diferentes opções durante a noite, aqui vão algumas dicas:

Antes da Ceia

Na hora das entradinhas – que podem ser petiscos, canapés, bruschettas e infinitas opções – escolha uma bebida com leveza e frescor.  A melhor pedida é sempre um espumante, mas você também pode servir um rosé. Qualquer um deles pode ser uma excelente pedida para o começo da noite, enquanto todos estão chegando.

entrada

Durante a Ceia

Os tradicionais pratos como peru, chester e tender não podem faltar no jantar natalino. Essas aves, pedem um vinho menos tânico – boas escolhas são tintos produzidos à base de Pinot Noir, Grenache, Shiraz ou Zinfandel. Se seus convidados preferirem vinho branco, sirva Sauvingnon Blanc, Viognier ou Chenin Blanc.

Lembra do rosé que pode ser servido na entrada? Ele também vai muito bem durante a Ceia. Com certeza torna a noite mais marcante e os sabores mais especiais!

Se você preferir servir peixe – como o bacalhau – , um ótimo acompanhamento é o vinho verde, que é mais fresco e leve. Para uma agradável surpresa, experimente um bom tinto português com uvas nativas, como Touriga Nacional, Trincadeira e Tinta Roriz.

Hora da sobremesa!

Frutas secas, torta de nozes, e outros muitos tipos de sobremesa, também são indispensáveis na ceia de Natal! É a hora certa de servir uma bebida mais adocicada. Os espumantes de uva moscatel é a escolha à prova de erros que agrada todos os paladares!

sobremesa

Para uma noite especial, não existem segredos! Resumindo uma boa ideia: um espumante de entrada e um tinto ou branco seco na sequência. Pronto!

Lembre-se que o objetivo é brindar e comemorar a data! Tin-tin!

 

Beber e comer bem: Incremente sua ceia!

Arroz com passas, peru, bacalhau, chocolate, cheesecake e outros mil tipos de sobremesa! Essa época do ano é um convite à comer e beber BEM.

Reunir a família e os amigos é sem dúvida, uma das maiores alegrias do fim do ano, não é? Você prepara pratos natalinos, escolhe as melhores bebidas, compra presentes e decora a casa.

E que tal deixar a ceia desse ano, ainda mais especial? Um simples toque a mais, como uma boa geléia, um bom azeite ou até uma pimenta diferente pode fazer a noite ser ainda mais deliciosa!

O segredo de um grande chef é, muitas vezes, boa escolha de ingredientes. Só quem já provou um prato simples feito com ingredientes especiais, sabe o sabor de uma excelente escolha!

Não sabe por onde começar? Espia essas dicas:

  1. Ketchup Rústico Defumado

Na hora dos aperitivos, fuja do comum e sirva pequenos petiscos com um toque desse ketchup defumado! Diferente e surpreendente! Definimos essa receita como: nem tão adocicada, nem tão avinagrada. Aqui, prevalece o sabor do tomate e condimentos para surpreender o paladar.  Ótimo para todo tipo de finger foods (comidas para se comer com a mão!)!

finger

2. Um bom azeite 

Azeite dá para tudo e serve pra tudo! Um azeite saboroso influencia e muito no sabor final de qualquer prato. Experimente regar alguns pratos, adicionando também algumas folhas de manjericão: sucesso na certa!

brusch

3. Pimentas

Pra incrementar a salada ou servir junto com a carne principal, molho de pimenta é sempre uma boa escolha. Ao seu gosto, você pode ir das mais tradicionais às mais ousadas, como um molho de chipotle com goiaba – fica a indicação: é INCRÍVEL!

decabron

4. Flor de Sal

Sim! Até o sal pode ser especial! A flor de sal é muito utilizada como “sal de mesa” e é ótima para temperar alimentos depois de prontos, além de conferir uma leve crocância. Experimente colocar uma pitada no azeite de oliva utilizado para molhar o pão italiano, ou ainda finalizar aquela sobremesa especial de caramelo salgado! Uma ótima pedida, ein?

puding

O que beber na ceia de Natal? 

Muitas são as opções. Servir um único vinho, a noite toda, é inclusive, uma delas. Nesse caso, compre seu vinho preferido – aquele que você espera para apreciar nas datas mais importantes!

Mas, se for oferecer diferentes opções durante a noite, não perca nosso próximo post!