Malbec World Day: abril é para celebrar um clássico dos vinhos!

Talvez você não saiba, mas Abril é o mês do Malbec! Sim, no mundo dos vinhos também existem datas comemorativas! E com certeza, o Malbec é um motivo especial.

O Malbec World Day é comemorado no dia 17 de abril, e em Buenos Aires, a festa conta com programações especiais.  A data é tão especial que no ano passado, nessa mesma data (28/04), o Brasil participava do grande dia! Foram realizados mais de 70 eventos em 70 cidades de 54 países.

A Malbec é uma uva francesa que se adaptou muito bem na Argentina, a tal ponto que tornou-se a uva emblemática do país. Quando se fala em vinho argentino, rapidamente a associação é feita: Malbec!


Veja nosso post especial AQUI! Um post pra te inspirar a curtir o fim de semana na companhia de um incrível Malbec!


E para comemorar, faremos o 18º Festival do Vinho aqui do Empório Mercantil!Você pode conferir a lista dos rótulos clicando AQUI e claro, reservar seu lugar pra essa noite deliciosa!

Saiba mais, também, no site oficial do evento: Malbec World Day

Cabernet Sauvignon: o vinho inesquecível

Quando se fala em vinho, ele é o mais popular e tradicional do mundo. Duvida? Pergunte pra qualquer pessoa qual o primeiro nome de vinho tinto que lhe vem à cabeça, a resposta em 99% dos casos será: Cabernet Sauvignon.


Conheça nossa seleção do vinho mais famoso de todos AQUI


Um pouco de história

A uva Cabernet tornou- se um padrão mundial presente em praticamente todos os países produtores do planeta: da Inglaterra à Alemanha e Áustria; do Canadá à China e Japão; do Peru e Venezuela ao Zimbábue; do Brasil à Turquia, Marrocos, Grécia, Israel e Líbano; da Moldávia e Hungria à Romênia e Bulgária. Sem falar de França, EUA, Chile, Austrália, Itália, Portugal, Argentina, Espanha, Uruguai, África do Sul, Nova Zelândia.

Mas afinal, por que ela é tão famosa? Deliciosa, ela é fácil de cultivar, adaptável, resistente a muitas pragas e ainda por cima capaz de fazer sucesso sozinha ou nas combinações mais famosas e elegantes do mundo. E assim, ganhou o título de “rainha das uvas tintas”.

CS

Original da região de Bordeaux, na França, a Cabernet Sauvignon é o resultado do cruzamento de duas outras uvas. A primeira, denominada Cabernet Franc, normalmente apresenta aromas herbáceos e refrescantes. A segunda, Sauvignon Blanc, gera vinhos refrescantes com aromas minerais, vegetais e toques frutados.

resultado dessa combinação são frutos pequenos e escuros, com pouca poupa e pele grossa, conferindo a cor escura da bebida. Seu aroma típico lembra amoras, cerejas, ameixas, cassis, menta e eucalipto.

E então, o que esperar de um vinho Cabernet Sauvignon?

Como a uva tem taninos fortes, se dá muito bem com barris e, por isso, é muito usada em vinhos produzidos para guarda. Os famosos Bordeaux, que tem a Cabernet Sauvignon como base costumam ter longo tempo de guarda.Isso dá ao vinho um sabor mais amadeirado, próximo a baunilha e pimenta.

cs2

Costumam ser vinhos bem encorpados, com sabores marcantes e persistentes.

Quer curtir um bom Cabernet no feriadão? Junte os amigos! 

A opção mais certeira é a carne vermelha. E não precisa ter medo, pode ser uma carne vermelha com sabores fortes, assadas e bem temperadas. Se for ao molho, prefira os vermelhos e isso também vale para as massas. Aliás, um molho à bolonhesa com Cabernet Sauvigon não tem erro! Hmmm!

Se a sua opção for acompanhar queijos, lembre-se mais uma vez da palavra “forte”, e prefira aqueles curados e com sabores bem acentuados. 

Enfim, o Cabernet promete – e é! um vinho inesquecível e uma escolha especial. 

Aproveite, e tin-tin!


Conheça nossa seleção do vinho mais famoso de todos AQUI

Vinho e Chocolate: a combinação perfeita pra Páscoa

Você já imaginou conseguir juntas essas duas delícias e ter uma agradável surpresa? 

O chocolate é considerado o alimento mais difícil para se harmonizar com vinho, porque ele é forte, gorduroso e doce – três características que dificultam a combinação. 

Alguns especialistas dizem que os chocolates e doces só combinam com vinhos doces, ou seja, os de sobremesa. Mas, há controvérsia: e a mistura de chocolates e tintos pode ser surpreendente. 

O “segredo”, é optar por chocolates menos doces, com pelo menos 50% de cacau. 

choco2

Mas, qualquer chocolate pode sim, te trazer uma grata surpresa! Escolha seu chocolate preferido e confira nossas dicas: 

  • Chocolate branco: O mais doce dos chocolates pode ser degustado com vinho branco ou tinto. Excelente para harmonização com espumante moscatel, por serem mais gordurosos, as borbulhas e acidez do espumante ajudam a “limpar o paladar”. 
  • Chocolate ao leite: No chocolate ao leite o cacau começa a aparecer e a pedir “algo mais”. Tente com espumante brut ou seu Merlot preferido, e claro, o Moscatel entra aqui mais uma vez como sugestão. 
  • Chocolate meio amargo: Quanto maior o teor de cacau, mais fácil fica de harmonizar com vinho. Chocolates com 50% de cacau são de fácil combinação e podem ser acompanhados com diversos tipos de tintos, sejam eles jovens ou encorpados. Boas dicas são o Cabernet Sauvignon, Shiraz e Merlot. Eleja seu preferido e aproveite!
  • Chocolate amargo: Para os chocolates com mais de 70% de cacau, experimente tintos secos sem passagem por madeira, como um Merlot jovem. Mais cacau que isso? Vale escolher vinhos com mais “presença”,  como Cabernet e Malbec. 

Miolo é Gran Ouro na edição brasileira do Concurso Mundial de Bruxelas

Referência internacional na elaboração de vinhos e espumantes, a Miolo comemora o resultado de uma das mais relevantes premiações do segmento: com o espumante Miolo Millésime Brut, a vinícola conquistou uma Medalha Gran Ouro na 15ª edição brasileira do Concurso Mundial de Bruxelas.

O premiado Miolo Millésime Brut – que já foi eleito o melhor espumante do Hemisfério Sul – é certificado com o selo de Denominação de Origem Vale dos Vinhedos e elaborado somente em safras excepcionais com as uvas Chardonnay e Pinot Noir.

“Premiações como o Concurso Mundial de Bruxelas, que é reconhecido em todo o mundo, reforçam a altíssima qualidade dos rótulos que levam a assinatura Miolo. Além de ser uma conquista que comemoramos com muita alegria, é um selo importante para o consumidor”, celebra Adriano Miolo, superintendente do grupo.

A degustação às cegas do concurso reuniu centenas de rótulos nacionais, que foram avaliados pelo júri composto por importantes especialistas do mundo dos vinhos, como o diretor da Vino Magazine, o belga Baudouin Havaux; a premiada Sommelière e bartender Deise Novakoski; o jornalista especializado em agronegócios e vinhos Irineu Guarnier; e o editor do blog Divino Guia, Álvaro Cézar Galvão.

Garanta seu exemplar no Empório Mercantil

Vinhos Malbec: uma boa ideia

O Malbec é, sem dúvida, um dos vinhos prediletos dos brasileiros. A uva que é originária da região sudoeste da França, se desenvolveu e ganhou notoriedade mundial, na Argentina.


Curiosidade: no final do século XX, na década de 90, ocorreu a grande revolução do vinho Malbec na Argentina, quando Nicolas Catena produziu o primeiro vinho 100% Malbec, maturado por 24 meses em carvalho francês.


Um dos diferenciais dos Malbecs Argentinos é a sua agradável textura na boca. Alguns especialistas explicam que, o cultivo da uva em altitudes mais elevadas, com grande variação de temperatura, aumenta a intensidade do sabor e dos aromas e faz com que o vinho argentino tenha uma textura mais aveludada e um sabor muito agradável.

É inclusive, uma boa pedida pra quem está começando a se aventurar no mundo dos vinhos. Costuma agradar a maioria dos paladares além de ser um vinho de fácil harmonização. Combina com carnes e molhos vermelhos,  queijos fortes e risottos. 

Ou seja, a desculpa perfeita pra preparar um churrasco com chimi-churri, um hambúrguer especial, ou uma reunião bem informal, com queijos . 

Com o fim do verão, os vinhos mais frescos, dão espaço aos tintos e marcantes. E o Malbec é com certeza, uma escolha à prova de erros. 

Conheça nossa seleção, clicando AQUI