Outono: hora de curtir seu vinho tinto!

Com aromas mais complexos, o vinho tinto é a preferência da maioria das pessoas. Queijos, massas e carnes são ótimos pratos para acompanhar um bom vinho. Feito de diversos tipos de uva,  as mais conhecidas e apreciadas  são pinot noir, cabernet sauvignon, malbec e merlot.

Com o fim do verão, a bebida parece combinar com qualquer momento! Um jantar especial em família, uma reunião com os amigos, uma taça enquanto descansa no sofá de casa…

E por que não, adicionar uma parceira prática nesses momentos?

Hoje, vamos de bruschetta! Bruschetta e vinho é certeza de sucesso! Feita com pão italiano levemente tostado e azeite, a cobertura variada é versátil e perfeita para receber os amigos – ou pra você se deliciar quando quiser!

Harmonização está longe de ser “frescura”, e depois que se faz uma vez fica difícil não querer experimentar novas experiências – ainda mais quando é fácil e rápido de preparar, não é?

Aqui vão duas receitas pra você harmonizar com seu tinto:

classica
A clássica e deliciosa.

Tradicional

– Pão italiano
– 1 tomate pequeno para cada fatia de pão
– Azeite de oliva
– Alho
– Mozzarela
– Manjericão fresco
– Sal

1. Corte o pão italiano em fatias. Mais ou menos na grossura de um dedo.
2. Corte os tomates em 4 partes e retire as sementes.
3. Corte os tomates em cubos.
4. Em uma panela, aqueça o azeite levemente. Refogue o alho e depois os tomates, por aproximadamente 2 minutos. Não deixe o tomate virar molho. Esse passo evita que o tomate caia do pão no momento de servir.
5. Coloque um pouco de azeite no pão.
8. Adicione o tomate, a mozzarela, o manjericão e um pouco de sal. Leve ao forno pré-aquecido a 10 minutos a 180 graus e deixe por 5 minutos (tempo do pão dourar).

bruschette
Pesto + queijo: a combinação perfeita pro seu tinto!

Especial

– Pão italiano
– Tomates
– Azeite de oliva
– Alho
– Pimenta do Reino
– Pesto
– Burrata (ou brie)

1. Pré-aqueça o forno a 350 graus.
2. Corte o pão italiano em fatias. Mais ou menos na grossura de um dedo.
3. Regue com azeite de oliva, em seguida, esfregue um dente de alho cortado.
4. Asse até ficar dourado.
5. Retire do forno e acrescente  seu pesto favorito, burrata e tomates cereja e pimenta do reino.
6. Asse até que o queijo seja derretido e os tomates estejam ligeiramente torrados.

Gostou? Que tal preparar essas bruschettas, escolher seu tinto favorito e curtir muito o fim de semana?

Bom apetite e tin-tin!


Conheça AQUI, alguns dos nosso vinhos tintos!

Além do velho copo de boteco: os tipos de copo pra cerveja

Taça, tulipa, cálice, tumbler, weizen, caldereta. Tem mais opções do que parece!

Sim! Muito além do copo de boteco, hoje em dia, os copos de cerveja são parte essencial da degustação.  Na Bélgica, país com grande tradição pela cultura cervejeira, cada cerveja tem seu copo específico.

E claro, essa paixão também é muito brazuca! Por isso, cada vez mais, nós brasileiros também queremos cervejas melhores e experiências inesquecíveis.

Mas será que aquele nosso copo tradicional, de 200 ml não serve pra qualquer cerveja? Depende.

Os copos que tem um design diferente do comum tem o seu porquê. Algumas cervejas são mais leves e menos aromáticas e podem ter bastante espuma, para esse tipo podem usar um copo com corpo mais alongado e estreito.

Já as cervejas mais encorpadas e aromáticas, precisam de copos mais bojudos e curtos. Então, além da função visual, os copos são responsáveis pelo aroma que vai encantar você enquanto bebe uma boa cerveja.

Veja o guia:

copos

Existem muitos outros modelos bacanas e a cada dia as cervejarias lançam novos copos, até mesmo como forma de marketing.

A verdade absoluta, claro, é a de sempre: o que vale MESMO é a experiência. Ninguém “precisa” de um copo especial, certo?  Mas, vale a tentativa, com toda certeza!

E se você é fã de cerveja, não pode perder nossa 17ª Degustação Beer Night! Clique AQUI e saiba mais!

Santo de casa faz milagre! 4 motivos pra beber vinho brasileiro

Por que damos tanto valor aos vinhos argentinos, franceses e italianos? Porque são deliciosos, claro! Mas, se engana quem pensa que no Brasil não temos excelentes rótulos, que disputam de perto o pódio dos melhores vinhos.

Listamos 4 motivos que podem te levar a apreciar cada vez mais, os vinhos brazucas. Vale a pena!

  1. Espumantes brasileiros estão entre os melhores do mundo!

Temos ótimos vinhos e com uma grande diversidade, mas os espumantes do Brasil merecem destaque especial (lembrando que espumante é um tipo de vinho). Já faz algum tempo que as nossas “borbulhas” vêm fazendo sucesso no Brasil e no exterior.

Uma das maiores especialistas de vinhos do mundo –  Jancis Robinson – já mencionou o quanto gostou e chamou sua atenção um espumante feito em Pinto Bandeira, interior do RS.

Além dela, diversos consumidores e especialistas vêm destacando nossos espumantes. Aqui mais uma vez, diversidade e preços dos produtos locais são imbatíveis. O espumante brasileiro é reconhecido internacionalmente!

2. Preço

Com certeza, um dos grandes diferenciais dos vinhos  nacionais. Se comparado com bons vinhos vindos do exterior, um produto de qualidade similar feito no Brasil vai ter um preço – na grande maioria das vezes – mais acessível.

Ponto importante a considerar aqui é que os vinhos vendidos no Brasil, tanto importados como nacionais, poderiam ter preços bem mais baixos, se não fossem as pesadas cargas tributárias.

vinhobrasil

3. Diversidade

Outra grande vantagem, além da qualidade e do preço, é que possuímos ótimos produtos de diversos tipos, seja tinto, branco, espumante  e até rosé. Sim, até rosé!

Vale a pena – se você é fã desse tipo de vinho – experimentar alguns rosés nacionais. Você irá se surpreender! Vinho brasileiro tem muita diversidade!

4. Vinhos Premiados

Nem todo mundo se importa com produtos premiados. Mas, num evento onde nossos vinhos disputam com vinhos do mundo todo, ele se destacou!

Recentemente uma Chardonnay produzida em Bento Gonçalves conquistou medalha de ouro em um concurso realizado na região de Borgonha, na França, concorrendo com vinhos da mesma uva. Se você não sabe, a Borgonha é reconhecida como o local onde se produzem os melhores vinhos com a Chardonnay no mundo. E o Brasil estava lá ficando entre os melhores do concurso.


Qualidade, diversidade, bom preço e a certeza que nossos vinhos são especiais. Agora você tem motivos de sobra pra escolher rótulos brazucas na próxima compra! Você não irá se arrepender!

Confira aqui, alguns dos nossos vinhos – nacionais e importados.

Drink com prosecco e amoras

A ideia desse drink é ser especial e inesquecível! Uma receita que agrada com facilidade o paladar e é ótima para servir em pequenas reuniões – ou para curtir em casa no fim de semana.

Mais uma prova de que vinho e verão, combinam deliciosamente!

drink1

INGREDIENTES

Para o xarope de amora:

  • 1/3 xícara de amoras, mais algumas mais para enfeitar
  • 1/3 xícara de água
  • 1/3 xícara de açúcar

Para o drink:

  • 1 garrafa de prosecco (ou seu vinho branco preferido)

Para decorar (opcional, claro!):

  • 4 raminhos de tomilho

MODO DE PREPARO

1. Em uma panela pequena, leve as amoras, a água e o açúcar para ferver. Vire para baixo e deixe ferver por 10 minutos. Coe as amoras e deixe o xarope esfriar. Depois, leve para refrigerar.
2. Adicione 2 colheres de sopa do xarope no fundo de cada copo. Cubra com prosecco e adicione em um raminho de tomilho e amoras!

drink2

Simples de fazer e muito bonito! Sirva – e beba! – geladinho!

Bebendo à francesa: clericot!

A maioria das fontes de pesquisa indica que o clericot é de origem francesa – mesmo sendo MUITO famosa na Argentina e no Uruguai. Atualmente, as receitas mais conhecidas tem vinho branco, ou espumante brut, como ingrediente principal.  E por isso, a receita leve e refrescante é uma ótima pedida pro verão brasileiro!

Importante ressaltar que, não existe certo e errado… e sim, MUITAS receitas dessa bebida tão deliciosa! A parte boa disso tudo, é que você pode ser o grande criador do seu próprio drink!

Melhor que isso, é um drink perfeito pra essa época do ano, em que nos reunimos em turma o tempo todo, não é?

Bebidas feitas em jarra de vidro são perfeitas pra isso! Além de ficar super bonito, rende que é uma beleza e dispensa alguém que fique na função de preparar a toda hora. Claro que, se for um evento para mais pessoas, é interessante ter mais quantidade previamente preparada e só juntar a água tônica e o gelo no momento de servir.

cleri

Touchè! Aqui vai (uma das) a receita:

Ingredientes

  •  1 garrafa de vinho branco (ou verde) gelado
  • 500 ml de água tônica
  • 2 maçãs verdes cortadas em cubos
  • 1 xícara (chá) de uva verde sem caroço cortada em metades
  • 1 xícara (chá) de morangos cortados como você preferir
  • 1 xícara (chá) de abacaxi cortado em cubos
  • 1/3 de xícara (chá) de licor de laranja ou rum
  • suco de 1 laranja
  • 2 colheres (sopa) de açúcar
  • cubos de gelo

Modo de Preparo

1. Em uma jarra grande, coloque os cubos de maçã-verde, as metades de uva e os cubos de abacaxi. Regue com o licor de laranja ou rum, junte o caldo de laranja e polvilhe o açúcar. Com uma colher, misture delicadamente, puxando as frutas de baixo para cima. Leve à geladeira por pelo menos 20 minutos, podendo chegar até 2 horas antes de servir.

2. Acrescente o vinho e a água tônica e misture delicadamente. Complete com cubos de gelo e está pronto!

Leve e fácil de agradar qualquer paladar, o vinho branco faz a vez de bebida de verão! Duvida? É só experimentar…